TRICAMPEÃO DA STANLEY CUP! LET'S GO PENS!

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Penguins em Sochi #1 - Olli Määttä

Estamos dando início aqui a uma série relacionadas aos Jogos Olímpicos de Sochi, sobre o que esperarmos de nossos jogadores do torneio olímpico.

No inicio da pré-temporada um defensor cujo poucos conheciam chamou a atenção da imprensa e principalmente dos membros da comissão técnica dos Penguins. Em seu primeiro jogo com os Pens, no dia 16 de setembro de 2013, Olli Määttä ficou no gelo por quase 19 minutos e deu 1 chute ao gol do Detroit Red Wings. Depois de mais 2 jogos na pré-temporada, contra o Columbus Blue Jackets (21 de setembro) e contra o Chicago Blackhawks (23 de setembro) o jovem finlandês apresentou uma dor de cabeça (das boas) para Dan Bylsma e sua comissão técnica. É um pouco verdade também, que ele teve sua oportunidade muito em função de várias lesões sucessivas dos principais jogadores.

Desde sua estreia contra o rival New Jersey Devils, o defensor cresceu muito de rendimento, tanto que foi convocado para os Jogos Olímpicos de Sochi ao lado de defensores já consagrados como Kimmo Timonen (Flyers), Sami Salo (Lightning) e Sami Vatanen (Ducks). Para se ter uma ideia do impacto das boas atuações do jogador em nossa equipe, os Penguins seguraram sua "efetividade" até o prazo limite.

Todo calouro tem um contrato de entrada e, esse contrato entra em vigor a partir do décimo jogo em que o mesmo atue e com isso o time está comprometido em seu teto salarial a pagar o valor desse contrato, que é de 500 mil dólares.
Caso o defensor não jogasse mais pelos Penguins, seu time na OHL, London Knights o esperaria de braços abertos. Como não aconteceu, Byslma agradeceu a paciência dos Knights, principalmente seu treinador Dale Hunter. Em suas duas ultimas temporadas pelos Knights, nossa jovem promessa atuou por 115 partidas e somou 70 pontos. Com os Penguins são 21 pontos em 56 jogos disputados.

Nosso camisa 3 é de tamanha confiança que tem ele tem somente 1 jogo a menos do que o outro defensor Matt Niskanen, que é o que mais esteve nos Rinks com 57 partidas. Claro, casos de lesões deixaram de fora Brooks Orpik, Kris Letang, Paul Martin e Rob Scuderi por algum tempo fora de combate.

Experiência com a camisa finlandesa não falta a Määttä, visto que ele já atuou com a mesma desde a seleção Sub-16 e são 69 partidas e 35 pontos somados desde então. Pela seleção adulta ele ainda não fez sua estreia.
Määttä já mostrou que não tem vergonha (nem deveria) em dar disparos para o gol de todas as partes do Rink, até o momento deu 88 disparos aos gols adversários.
Também vem sendo uma peça muito importante no posso Power-Play e também no Penalty-Kill.

O treinador da seleção finlandesa, Erkka Westerlund e seus defensores "medalhões" que se cuidem, pois nossa jovem promessa/realidade está buscando o seu lugar ao sol aonde quer que seja possível.

Expectativa do redator: 3 pontos no torneio e a 5ª posição para os finlandeses.

Comentários
4 Comentários

4 comentários:

Ricardo Fradique Barros disse...

Joga muito o muleque. Tem futuro.

Rafael Carvalho disse...

Pois é...
E que esse futuro seja conosco!
^^

Anônimo disse...

Sami Vatanen defensor experiente , tá de brincadeira né , primeira temporada dele pelo Anaheim Ducks e ainda tem 22 anos .

Rafael Carvalho disse...

Vatanen tem 22 anos e foi draftado em 2009 e também atuou com os Ducks em 8 partidas na temporada passada!
Perto do Määttä que só tem 19 anos e entrou numa "gelada" ele tem sim sua experiência!

Postar um comentário