TRICAMPEÃO DA STANLEY CUP! LET'S GO PENS!

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Olhando os números...

Deixando um pouco de lado a vitória de ontem, estava analisando as estatísticas desta temporada e da passada. Nem sempre os números dizem muita coisa, mas às vezes é legal analizá-los e tentar encontrar padrões.

Os Penguins têm 20 vitórias, oito derrotas em tempo normal e duas na prorrogação. Dos 42 pontos conquistados até agora, 22 foram conquistados nos últimos onze jogos.

Por mês, os Penguins têm a seguinte campanha (ordenado por vitória, derrota em tempo normal e derrota em prorrogação):

Outubro: 6-5-1, 13pts em 12 jogos.
Novembro: 10-3-1, 21 pts em 14 jogos.
Dezembro: 4-0-0, 8 pts em 4 jogos até hoje, dia 9/12.

O início da temporada foi complicada para os Pens. Os Penguins encontraram problemas para vencer na Consol Energy Center nos primeiros jogos, só vencendo no quarto jogo em casa (contra os Isles, 3-2 na prorrogação).

Ano passado, os Pens tinham a campanha de 20-10-1 a esta altura da temporada. Em Dezembro do ano passado, os Pens conquistaram sete vitórias em 13 jogos. É curioso pensar que mesmo com a sequência incrível de vitórias que os Pens estão agora, o time deste ano só tem um ponto a mais que o do ano passado.

Outro dado interessante é a previsão de pontos para Sidney Crosby. Ontem Crosby chegou aos 50 pontos, com 26 gols e 24 assistências em 30 jogos. Caso mantenha a média, o capitão dos Pens terá 71 gols, 65 assistências e 136 pontos ao fim da temporada regular. Será que é possível? Eu acho pouco provável.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Em Instantes

Milhões de desculpas pela demora, a análise do jogo de quarta sai em instantes

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Good Bye, The Igloo - Final

Como todos as grandes histórias, temos um grande final. O século XXI não começa muito bem para Pittsburgh, por consequência de um final de século XX terrível após o time quase entrar em concordata e mais uma uma vez ser salva pelo 'Super Mario'. O time volta a se estruturar, somado com as péssimas atuações nas primeiras temporadas dos anos 2000 o que rendeu boas posíções nos Drafts, ocasionando o quarteto base de Pittsburgh hoje.

No entanto a sorte da franquia vinha se invertendo, mas mudou drasticamente quando o Penguins ganhou o 2005 NHL Draft Lottery, tendo o direito de selecionar o jovem sensação Sidney Crosby e junto com as aquisições anteriores e uma futura: M.A. Fleury, Evgeni Malkin e Jordan Staal, o hóquei voltou a renascer na cidade de Pittsburgh.

Bem como foi com Lemieux, em 1984, Crosby não pôde transformar o Penguins em vencedores, de novo, sozinho. Com os outros top picks já mencionados ajudaram, ou melhor, levaram junto com Sid o time para a conquista do terceiro título da Stanley Cup em 2009.

Muito parecido com as estrelas, antes deles, este extremamente talentoso grupo de jovens formaram uma ligação única com os fãs de Pittsburgh. Como o Penguins fez no Bi-Campeonato (91 e 92), um caso de amor com a sua torcida fez mais uma vez a Mellon Arena, uma das arenas mais temidas da liga.

Com o sucesso da equipe de volta e uma ótima gestão, o Penguins conseguiu o financiamento para construir uma nova arena em 2007 e a construção começou em 2008. Nos planos originais a previsão de inauguração da arena era para a temporada de 2009–10, mas foi adiada para a temporada de 2010–11. Com isso, o Penguins deixaria a tão amada Civic/Mellon Arena após 42 anos de união, é algo que dói no coração, mas sabemos que é necessárioe estaremos recebendo a nova arena de braços aberto, mas sem nunca esquecer o Igloo. Good Bye, The Igloo, we already miss you.
_____________________________________________
Esse o fim da série de posts sobre o The Igloo, o link para todas as matérias ficaram na barra lateral do blog na área de matérias especiais. Mas agora é hora de se focar no presente, a próxima temporada já esta aí batendo a porta, então agora começaram a série de posts sobre o time, situação técnica e táctica e a análise da nossa Off-Season. Então, aguardem.

E faltam 12 dias para o primeiro:
"Let's Go Pens!", na nova casa.

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Good Bye, The Igloo - Parte 3

O Panorama do Penguins a partir de 1984 muda com a chegada do maior da história. 66 transforma a decepção da 'cidade dos campeões' no grande orgulho da cidade. Ele (não sozinho) leva o Penguins ao topo e o segura quando está perto de cair, ele não é só o maior ídolo de um time de hockey, ele é uma lenda pittsburguiana.

Sim, Lemieux eventualmente levou o Penguins para o bi da Stanley Cup em 1991 e 92, mas levou vários anos para construir um elenco de apoio capaz de ajudar Lemieux a conduzir Pittsburgh para a Terra Prometida.

A busca de um elenco com qualidade para ajudar Lemieux começou com a aquisição do all-star defensor Paul Coffey em 1987."Fiquei muito animado quando cheguei aqui em 87", disse Coffey. "No entanto, lembro-me dizendo a mim mesmo após a primeira semana," no que você se meteu?

O Penguins continuou a adicionar jogadores de calibre para Lemieux como Tom Barrasso, Mark Recchi, Jaromir Jagr e Ron Francis, entre inúmeros outros, mas havia ainda um obstáculo a superar: o sucesso pós-temporada.

Pittsburgh qualificou-se pela primeira vez desde do recrutamento de Lemieux na campanha de 1988-89. Eles varreram o New York Rangers na rodada de abertura dos POs, antes de cair em uma dura série de sete jogos para o odiado Philadelphia Flyers. Embora o resultado final tenha sido decepcionante - os Pinguins perderam o jogo 7 em casa, por 4-1 - Lemieux exibiu seu imenso talento para o dramático jogo 5, no Civic Arena quando enpatou um recorde dos playoffs da NHL com cinco gols e oito pontos na vitória dos Pens por 10-7.

Ao longo da década de 1990, a Mellon Arena seria o lar de alguns dos maiores talentos da história da NHL. O vestiário do Penguins era uma parede no futuro Hall of Fame - Bryan Trottier, Joe Mullen, Luc Robitaille, Mario Lemieux...

Entre 1991 e 2001, a Mellon Arena seria o lar de dois títulos de conferência e de Stanley Cup (91 e 92), cinco títulos de divisão (91, 93, 94, 96 e 98) e um Troféu dos Presidentes (93). Como o Pens se transformou em um campeão, toda a cidade rapidamente se transformou em fãs de hóquei, antes possuia uma grande número de fãs, mas nos anos 90, isso tomou proporções inimagináveis.

Mas aqueles bons tempos deram lugar a um período de escassez no início do século 21, os pinguins terminaram em último lugar por quatro temporadas consecutivas. Mais uma vez, parecia que o Penguins iram para fora da cidade. Após a declaração de falência pela segunda vez na história da equipe, Lemieux (é ai caro leitor, não-torcedor do Pens, que você entende porque Mario é um ''Deus'' para nós) salvou a franquia mais uma vez. Ele montou um grupo de proprietários, junto com Ron Burkle, para comprar a equipe em 1999.

Foram anos de escassez, mas os primeiros sinais de mudança ocorrem quando um certo goleiro natural de Quebéc vai se instalar no oeste da Pensilvânia após ser 1st pick do Draft de 2003. No próximo post a Era dos Centers, a juventude manda agora no hockey pittsburguiano.

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Penguins anuncia o seu time de todos os tempos

O Pittsburgh Penguins, anunciou hoje a seu All-Time Team (time de todos os tempos) e revelou uma exposição interativa que irá homenagear a história do Penguins, apenas dentro do portão doTrib Media Total do Consol Energy Center.

O Trib Total Media Penguins All-Time Team Zone apresenta telas sensíveis ao toque, com vídeo, fotos, biografias e as estatísticas dos 15 jogadores na equipe All-Time, bem como alguns dos treinadores mais influentes, gerentes, executivos e membros do pessoal de apoio na história da equipe.

Há também um display virtual da Stanley Cup e destaques em vídeo de alguns dos melhores momentos dos pinguins.

Os jogadores da equipe All-Time foram selecionados por fans e um painel de jornalistas e funcionários da equipe. Os jogadores ativos na NHL não eram elegíveis.

Liderando a equipe, claro, é Mario Lemieux - e ele se junta a outros quatro Hockey Hall of Fame, Paul Coffey, Ron Francis, e Larry Mullen e Joe Murphy.

Outros membros do All-Time Team são Syl Apps, Tom Barrasso, Les Binkley, Dave Burrows, Jaromir Jagr, Rick Kehoe, Pierre Larouche, Jean Pronovost, Kevin Stevens e Ulf Samuelsson. Ver página da equipa todos os tempos.

"É realmente um grupo impressionante, e certamente nos lembra do enorme talento individual e dos momentos desse time que definiram a história dos pinguins", disse o presidente da equipe, David Morehouse. "E nós não podemos esperar até que nossos fãs tenham a chance de experimentar a interatividade do Trib Total Media Penguins All-Time Team Zone. Pois ele é incrível ".

Há também uma categoria de "Menções Notáveis", em homenagem a um grupo de outros cinco jogadores que tem um grande apoio dos fãs e dos meios de comunicação, mas que não fazem parte do grupo final de 15 - Randy Carlyle, Lowell MacDonald, Ron Stackhouse, Martin Straka e Tocchet Rick.

Quanto a categoria dos "construtores", o Penguins está honrando os treinadores Bob Johnson, Scotty Bowman e Herb Brooks, os GM Craig Patrick e Jack Riley e o GM / treinador Eddie Johnston. Também figuram nesta categoria o ex-proprietário Sr. Edward J. DeBartolo e uma vasta gama de funcionários de apoio.

Além disso, há um segmento do All-Time Team que honra os "fãs" - porque, como Morehouse disse: "Sem o apoio dos nossos fãs, nós não temos nenhuma franquia. Os fãs são parte do nosso All-Time Team, e é ótimo poder saudá-los desta maneira. "

A Trib Total Media Penguins All-Time Team Zone está localizado ao lado da loja da equipe (PensGear) e das bilheterias no Consol Energy Center - o que significa que estará aberta ao público em geral durante a semana.

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Good Bye, The Igloo - Parte 2

A história continua, o Penguins ainda não apareciam no cenário esportivo local com grande representante da cidade de Pittsburgh, essas vagas ainda eram ocupadas por Steelers e Pirates. Mas as coisas pareciam que iam começar a mudar na década de 70.

Pronovost e vários de seus companheiros de equipe a partir de 1970 pensavam que o ciclo de derrotas ia se inverter durante a temporada de 1975. Liderado pela "Century Line ''de Pronovost, Apps e Lowell MacDonald, juntamente com o estreante sensação Pierre Larouche, Pittsburgh varreu o St. Louis Blues, na primeira rodada dos playoffs, antes de abrir um 3-0 na série sobre o New York Islanders pelas quartas.

Os Penguins precisavam de uma vitória para eliminar NY e avançar para as semi-finais e ficar a uma rodada da Final da Copa Stanley. Infelizmente, essa vitória provou ser muito evasiva. O Penguins tornou-se a terceira franquia a entregar uma vantagem de 3-0 da série, quando Ed Westfall assistiu a um tiro desviar em seu corpo para dentro da rede para dar ao Islanders uma vitória por 1-0, no jogo 7 na Civic Arena.

"Especialmente nessa série contra o Islanders, cometemos alguns erros", disse Pronovost. "Nós deveríamos ter colocado o prego no caixão e não o fizemos. Nós permitimos que eles voltassem a série para vencer com o placar mínimo no jogo 7. O puck bateu no peito de Ed Westfall e caiu na rede. Mas isso é hockey ".

Esse desgosto levou a uma descendente que se iniciou com a possível falência do Penguins no final dos anos 70. Até que a década de 1980 chegou e o Penguins parecia mais destinado a deixar Pittsburgh do que se tornar eventual campeão da Copa Stanley.

Mas tudo isso mudou radicalmente. Quando o então general-manager Eddie Johnston usou o seu 1st pick no Draft de 1984 e escolheu Mario Lemieux, ele não só mudou toda a fortuna de uma franquia, mas ele ajudou a colocá-la no mapa do hóquei em Pittsburgh.

Lemieux, se tornou o franchise player, que era uma posição extremamente carente no Penguins. Durante as próximas 21 temporadas, os pinguins deixariam de ser perdedores adoráveis para se tornarem uma das franquias de elite da NHL.

Como já dito, as istórias de Mellon/Civic Arena se completam e será assim até o fim de sua união, que aconteceu na última temporada. No próximo post (que pode demorar um pouco, pois eu viajarei amanhã, mas explicarei essa história direitinho num post amanhã) a era mais vitoriosa do hockey de Pittsburgh, a Era Lemieux.

terça-feira, 13 de julho de 2010

Good Bye, The Igloo - Parte 1

Como prometido há um tempo atrás, hoje eu começo a fazer as matérias em homenagem a sagrada arena de Pittsburgh, a (hoje chamada) Mellon Arena, onde o Penguins mandava seus jogos até a última temporada (2009-10), mas a mesma será substituída pela nova e moderna Consol Energy Center, decretando assim o fim de mais uma era na 'cidade dos campeões'.

É um triângulo amoroso que durou três décadas - os Penguins, a Mellon Arena e os fãs de Pittsburgh. Mesmo durante os primeiros anos, quando os pinguins não estavam ganhando com a regularidade, eles eram a melhor parte dos primeiros 20 anos, que até hoje é (era) uma constante no Igloo os maiores fãs da National Hockey League.
Os primordios do "Igloo", então Civic Arena.

Tudo começou no dia 11 de outubro de 1967 quando a então Civic Arena era inaugurada em um confronto entre os atuais campeões, o Montreal Canadiens e o time da casa, o recém fundado Pittsburgh Penguins, que terminou com o placar de 2-1 para os visitantes, onde uma das lendas do hockey de Montreal, Jean Bealiveau marcou seu 400º gol. E quis o destino que o último jogo oficial do Igloo fosse uma derrota para o Montreal Canadiens, só que com o título invertido, mas isso é assunto para depois.

Voltando a 67, Andy Bathgate foi o penguin a marcar o primeiro e solitário gol dos Pens na abertura da Arena, aos 07:06 do terceiro período.

"Eu certamente me lembro do primeiro", disse Bathgate, cujo neto foi draftado pelo Penguins em 2009. "Foi uma ótima maneira de começar. Foi um golo limpo de corte. Eu estava no slot e eu era capaz de atirar decentemente."

Embora os Pens tenham feito um jogou duro nessa noite, o sucesso em Pittsburgh foi difícil para a equipe. Naquela ocasião, o Steelers da NFL e o Pirates da Major League Baseball dominavam o cenário esportivo local pelos títulos de ambos na época, enquanto os antecessores dos pinguins no hóquei pittsburguiano, os Hornets da AHL, eram extremamente populares.

"Foi difícil quando chegamos no primeiro ano, com as camisolas azuis e quase ninguém do Hornets apoiava o time", disse Jack Riley, o primeiro general-manager do Penguins.

"Enquando o Steelers e o Pirates estavam ganhando, nós estávamos, mais ou menos, como primos pobres", disse Apps.

"Nós trabalhamos duro e queriamos ser bem sucedidos", disse Jean Pronovost. "Nós queríamos fazer a cidade de Pittsburgh orgulhosa. Nós fizemos o nosso melhor, mas infelizmente não foi o suficiente. Tivemos a concorrência. Eu me lembro na época que Pittsburgh foi chamado de "The City of Champions... Exceto os Penguins." Mas isso mudou agora, de modo que os ciclos avançam".

Jean Pronovost

As coisas começaram a mudar a partir da década de 70, ainda sem título, mas com algumas vitórias, sucessos e uma popularidade crescente, o nome Pittsburgh Penguins começava a ser escrito na história do hockey. É impossível falar de Mellon sem falar de Penguins e vice-versa, as histórias viveram numa mesma linha durante 43 anos.

Na próxima matéria, os anos 70 até a chegada de um dos maiores nomes da história do hockey a Pittsburgh, uma lenda que fez e ainda faz história pelo Penguins, um canadense com nome de origem francesa, que proporcionou a era mais vitoriosa ao hockey pittsburguiano. Aguardem!

segunda-feira, 1 de março de 2010

Sid dá Ouro ao Canadá



Foi uma final fantástica, digna de final de Olimpíada, um jogo onde as seleções deram tudo que podiam para ganhar o ouro. Logo o Canadá abriu 2 a 0 (Toews e Perry) nos EUA, dificultando a situação para os americanos, mas os Estados Unidos não desistiram do jogo e ainda no 2º periodo diminuiram com Kesler, só que o pior para o Canadá estava por vir. Faltando 24 segundos para o fim da partida o Devil Parise empatou o jogo e o levou para o OT. Aí brilhou a estrela máxima do hockey mundial hoje, muito se esperava dele nessas Olimpíadas e que ele guiasse o Canadá ao ouro, mas depois de uma Olimpíada não tão brilhante ele decidiu brilhar na hora certa. Depois de um bom passe de Iginla, Crosby deu um chute sensacional, uma coisa de craque mesmo e deu a vitória para o time canadense 3-2 OT.

Um título em alguns aspectos merecido ao Canadá, é verdade que quem merecia mesmo a medalha de ouro era os EUA que apresentaram o melhor hockey, mas o Canadá merecia essa medalha por causa dos canadenses, a torcida canadense que deu um show nessas Olimpíadas e merecia muito mais que os americanos, já que no Canadá o hockey é tudo e nos EUA é só mais um esporte ou na melhor das hipóteses o 4º esporte do país.

Os pinguins olímpicos voltam para casa com 3 medalhas: ouro para Crosby e Fleury e prata para Orpik.

E para terminar o post nada melhor que a foto do herói da partida, do nosso capitão e melhor do mundo (Chupa Ovechkin e odiadores do Sid, mais uma vez).

SIDNEY CROOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOSBY!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

sábado, 27 de fevereiro de 2010

Decidido os Finalistas

Goleada Americana
Ontem os Estados Unidos venceu a Finlândia por 6-1 e mostrando mais uma vez que é o time mais preparado para ganhar o ouro, já que com certeza foi a seleção que apresentou o melhor hockey diante de todas as outras nessas Olimpíadas. Os EUA mataram o jogo logo no 1º periodo, onde marcaram todos os 6 gols, destaque para Patrick Kane que marcou 2 gols, a Finlândia ainda marcou um gol no 3º periodo onde dominou, mas não nada além de seu único gol e o que resta para os finlandeses é lutar pelo bronze.


Sufoco no Final

O Canadá também garantiu ontem a sua vaga na final ao vencer a boa seleção da Eslováquia por 3-2 e os canadenses vão atrás de uma revanche contra os americanos para garantirem o ouro em casa. Nos dois primeiros periodos o Canadá dominava o jogo e abriu 3-0 (Marleau, Morrow e Getzlaf), o Canadá tinha o jogo nas mãos até o final do 3º periodo que foi quando a Eslováquia decidiu correr atrás do resultado. Os eslovacos fizeram dois gols e foram para cima nos minutos finais com uma grande pressão pra cima do Canadá e por muito pouco eles não levaram o jogo para o OT, faltando apenas alguns segundo para o fim do jogo, Demitra ficou de frente para o gol praticamente sem goleiro, mas Luongo se recuperou e colocou o Canadá na final.


Eslováquia e Finlândia decidem quem fica com o bronze hoje e amanhã Canadá e Estados Unidos lutam pelo título. E a cobertura completa das Olimpíadas sempre no Blog Hóquei Europeu.

E notícia sobre a NHL, confira a matéria abaixo.

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Tinha Tudo Para Ser o Melhor Jogo, Mas...

CANADA WINS!!!!!!!!!!!!

Canadá e Rússia era o jogo mais esperado dessas Olimpíadas e muitos esperavam que esse jogo aconteceria só na final, mas por escorregões de ambos os lados na fase de grupos, os times acabaram se encontrando nas quartas-de-final e o Canadá mostrou porque é o país do hockey no gelo. Erros aconteceram, tanto que a Rússia marcou 3 gols, mas o ataque estava inspirado e contava com a ajuda da defensiva russa. Desde do começo o Canadá tomava conta do jogo, atacava e ameçava sempre o gol russo e não deixava a Rússia respirar, com uma grande ajuda de Nabokov o Canadá acabou com as esperanças de um jogo disputado e meteu 7 na Rússia. Ninguém esperava uma vitória canadense tão avassaladora, nem os próprios canadense acreditavam numa vitória tão fácil. A grande verdade é que a Rússia não jogou nem perto do que era esperado e o Canadá fez ontem o seu melhor jogo nas Olimpíadas, tanto defesivamente quanto ofensivamente, ou seja, eles foram (quase) perfeitos e agora vão com tudo em busca do ouro. Destaque para Dan Boyle (Sharks) que marcou 3 pontos (1G-2A) e para Corey Perry (outro time californiano, o Ducks) que fez dois gols. A tristeza fica por parte de Malkin e Gonchar, que agora voltam para Pittsburgh.

Nenhum dos dois brilhou, mas nos playoffs o Sid se deu melhor no final (de novo).

Recap

As semifinais serão Finlândia vs EUA e Canadá vs Eslováquia (a surpresa esperada), os eslovacos que eliminaram ontem os atuais campeões olímpicos: os suecos. Grandes jogos nas semis e falta pouco para a grande final.

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Canadá Passeia e Enfrenta a Rússia Hoje

O Canadá goleou a Alemanha e vai pegar a Rússia nas quartas, o time da casa venceu por 8-2 e teve uma excelente apresentação. Depois de mais um periodo consagrando o goleiro adversário e fazendo só um gol, mas a seleção canadense voltou pro segundo periodo como um rolo compressor pra cima da Alemanha e goleou. Eric Staal do Hurricanes não marcou, mas acabou com o jogo e anotou 3 assistências. O Sid deixou o seu (com um grande passe de Staal) e teve grande apresentação. O Canadá espantou a zebra e faz hoje o melhor jogo das quartas-de-finais contra a Rússia, o jogo começa às 21h30.


Recap

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Fim da Fase de Grupos

Dia de Evgeni Malkin
No primeiro grande duelo do dia a Rússia voltou a vencer, o time russo venceu a Rep. Tcheca por 4-2 e tomou de volta a liderança do grupo. Malkin teve uma excelente atuação, anotando 3 pontos (2G-1A) e mostrando que, por enquanto, é o melhor Penguin em Vancouver. A Rússia passou em terceiro no geral e com isso pode-se haver uma final antecipada contra o Canadá logo nas quartas.


EUA surpreendendo a todos

No jogo mais esperado da fase de grupos deu o time que está apresentando as melhores atuações em Vancouver, os Estados Unidos. O time americano venceu o Canadá por 5-3 e calou o Canada Hockey Place, em (mais um) grande dia de Ryan Miller que fechou o gol americano e do defensor Brian Rafalski que marcou mais 3 pontos (2G-1A) e vai comandando o ataque americano. O Sid guardou o seu primeiro gol na competição. Os Estados Unidos passaram em primeiro no geral e com justiça, já que com certeza foi o melhor time nessa fase de grupos, o que impressiona a todos, pois o esperado era que Canadá e Rússia fizessem isso.

As Olimpíadas entram na sua fase decisiva e agora qualquer escorregão significa eliminação.

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Mais um Dia de Hockey em Vancouver

EUA vence e espera a anfitriãA seleção americana goleou por 6-1 a fraca seleção norueguesa e agora espera o Canadá para o duelo mais esperado da fase de grupos. Com grande atuação do defensor dos Red Wings Brian Rafalski que marcou dois gols e o time do EUA que só passou por problemas no 2º periodo dominou e venceu com autoridade. Orpik passou em branco mais uma vez.

Em jogo de goleiros, Crosby é mais uma vez decisivo.Num jogo onde todos esperavam mais uma vitória tranquila da seleção canadense, a Suíça resolveu aprontar e quase fez com que os anfitriões passassem por um vexame. O jogo começou como esperado com o Canadá fazendo 2-0, mas o time da casa ainda perdia muitas chances graças, principalmente, a Hiller o goleiro adversário. No segundo periodo a Suíça fez dois gols e empatou o jogo, depois de um 3º periodo e um OT sem gols eles foram para os SOs. Com era de se esperar Martin Brodeur não deixou passar nada nos Shootouts e na quarta cobrança do time canadense, lá foi o nosso capitão Sidney Crosby para resolver mais uma vez a parada, Canadá 3-2 SO. Depois dessa vitória inesperadamente suada, a seleção canadense pega os EUA no domingo para o grande confronto da fase de grupos.

Eslováquia apronta pra cima da Rússia
A primeira surpresa acontece em Vancouver, a Eslováquia vence a Rússia por 2-1 SO em grande dia de Halak. Não que a Eslováquia seja fraca, muito pelo contrário, a seleção eslovaca é muito boa, mas ninguém esperava que ela ia vencer a badalada seleção russa. Num jogo muito disputado, apenas um gol pra cada lado no tempo normal e nada no OT e fomos de novo para o SO. Halak tomou apenas um gol de Ovechkin, mas defendeu as cobranças de todas as outras estrelas russas (Datsyuk, Kovalchuk, Malkin e etc), então Stumpel e Demitra acertaram para o time eslovaco e garantiram a vitória. Gonchar e Malkin passaram em branco na derrota russa.


Agora vamos esperar até domingo, que é quando os pinguins voltam ao gelo defendendo suas respectivas seleções e a cobertura completa de todas as seleções de hockey nas Olimpíadas está no blog do Hóquei Europeu.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Olimpíadas Impulsionam o Hockey no Brasil

Por causa da Olimpíadas de Inverno, o nosso amado esporte sobre o gelo ganha algum destaque na futebolística imprensa brasileira. Eu vou ser bem sincero, eu não gosto da Record, mas eles estão fazendo uma coisa que a Globo nunca fez, que dar destaque para esportes diferentes do futebol e isso ganha uma moral comigo tremenda, principalmente se falar de Hockey.

Como todos sabem a Record e a Sportv estão exibindo as Olimpíadas de Inverno e como todos sabem eles não dão o devido valor ao esporte mais importante: o Hockey. Mas com certeza o mais complicado é você ter que escutar as besteiras que os nossos (estúpidos) comentaristas falam. Paciência né, estamos num país onde outros esportes, que não seja o futebol, são ignorados pela mídia e por isso o mínimo de espaço que estamos ganhando já é uma grande vitória. E eu tenho um sonho, um sonho de algum dia próximo eu verei um jogo do Pens na tv a cabo brasileira (na aberta é pedir demais). Vamos aproveitar esse momento onde podemos ver o esporte mais emocionante do mundo na tv aberta, isso é um grande passo para os amantes de hockey no Brasil.

Essa é a seleção brasileira de hockey in-line, quem sabe um dia teremos uma seleção de hockey no gelo? Sonhar nunca é demais.

E para terminar eu vou fazer dois apelos, primeiro: PELO AMOR DE DEUS, NO HOCKEY, AS ASSISTÊCIAS E OS GOLS TEM A MESMA IMPORTÂNCIA ESTATÍSTICA (não é igual ao futebol que a gente só lembra do cara que fez o gol), avisem isso pro cara da Sportv e para o Paulo Henrique Amorim. E o segundo é: RECORD, CONSIGA UMA ENTREVISTA COM O SID.

Aqui tá o link da matéria da seleção do Canadá e do Crosby que foi exibido na Rede Record: http://rederecord.r7.com/vancouver/fotos-e-videos/sele-o-de-h-quei-queridinha-dos-canadenses-estreia-com-vit-ria-em-vancouver.html?page=0#

Agradecimentos ao Juan por me passar o link.

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Pinguins Olímpicos Estreiam

Crosby Começa de Garçon
A seleção masculina do Canadá estreou com vitória em Vancouver, a seleção do nosso capitão venceu a Noruega por 8-0. Crosby anotou três assistências e foi um jogador chave na vitória, mas o principal jogador do Canadá foi right wing do Calgary Flames, Jarome Iginla que anotou um hat-trick e todos com assistências de Crosby. Fleury fica na reserva.
P.S.: Depois do Crosby anotar 3 pontos eu tenho que escutar do comentarista da Sportv falando assim: "E o Ovechkin começa na frente com 2-0 no duelo com Crosby". PORRA! Vai aprender um pouco de hockey antes de abrir a boca. Ovechkin está com 2 pontos e o Crosby com 3. No hóquei, as assistências e os gols têm a mesma importância estatística.


Malkin Anota 2 Pontos
A Rússia também estreou com vitória nas Olimpíadas, os russos venceram a Letônia por 8-2. Malkin marcou o único gol do segundo periodo e deu a assistência para o gol de Kovalchuk que foi o 7º da Rússia no jogo. A principal estrela russa Alex Ovechkin fez dois gols na boa apresentação russa. Gonchar esteve no gelo, mas não pontuou.

Estados Unidos da América
No outro jogo de ontem, os EUA venceram a Suíça por 3-1 com gols de Ryan, Backes e Malone, Wick descontou para os suíços. Orpik jogou e não pontou, mas como Gonchar ele é defensor e sua principal função não pontuar e sim evitar que o outro time marque.

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

The Olympic Break

Nesse post eu vou explicar como o Blog funcionará nessa parada por causa das Olimpíadas.

Como todos imaginam eu devo diminuir a constância dos posts, pois os assuntos principais do Blog vão estar escassos. Mas com essa parada eu devo aproveitar para fazer algumas matérias especiais, notícias e eu também posso fazer posts referentes a pedidos dos leitores e tal. Aqui vai a lista de coisas que eu devo colocar no blog durante a parada:

- Matérias referentes aos Penguins presentes nas Olimpíadas (Gonchar, Malkin, Crosby, Fleury e Orpik), ou seja, eu vou falar como eles estão se saindo em Vancouver.
- Matérias especiais, algumas já estão garantidas, elas são: resumo das atuações do Pens desde da criação do blog e uma matéria especial sobre o nosso capitão: Sidney Crosby (uma ideia muito boa que foi dada pelo nosso amigo Guilherme, lá na comunidade do Pens no orkut). Podem acontecer outras matérias especiais, que podem ser ideias novas ou ideias mandadas pelo leitores do blog.
- Notícias, elas seriam referentes a coisas que acontecerem dentro do Pens e da liga, além de curiosidades de hockey que acontecerem durante esse periodo.
- Rumores, eu sei que nenhum trade pode acontecer durante a parada, mas isso não impede que conversas e especulações aconteçam.
- Personalizações, agora eu posso pensar em modificar e/ou adicionar coisas ao layout do blog.

É isso que vai acontecer no blog durante a parada, agora só nos resta acompanhar as Olimpíadas e esperar até o dia 2 de março que quando os Pens voltam a jogar.

Go Pens Go!

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

.

.