TRICAMPEÃO DA STANLEY CUP! LET'S GO PENS!

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Greve na NHL?

Antes que saiam quebrando toda a casa ainda não há nada confirmado, existem apenas algumas especulações de greve.
Em resumo os fatores que podem gerar uma possível greve são as propostas da liga para o CBA (Acordo coletivo entre diretores e jogadores), simplificando temos jogadores contra diretores da NHL. Caso reste alguma dúvida, sugiro que visitem o artigo que fala melhor sobre isso clicando aqui.

Por nosso lado torcedor dos Penguins, não pensamos em nada além de, "se acertem até o dia 15 de setembro e entrem no gelo para mais uma temporada". Mas, o buraco é mais embaixo, algumas das mudanças que podem acontecer influenciaram muito a nova temporada, os drafts e até mesmo times a longo prazo como era o desejo de muitos de nós.


Indo direto ao ponto, para nós pinguins o que seria bom ou ruim?

Fim da arbitrariedade salarial: Arrisco a dizer que essa é a pior para os jogadores, pois antes se existisse uma tensão entre a equipe e o jogador (agente restrito) quanto ao salário, o jogador poderia pedir a arbitrariedade salarial, quando o salário era proposto pelo árbitro ou o time pagava ou ele virava agente irrestrito. Resumindo, era uma garantia de contrato ou desvinculação total do time. Caso a nova proposta entre em vigor, ou o jogador aceita o salário proposto ou pode ficar fora da NHL. Para os jogadores péssima, já para as equipes (leia Pittsburgh Penguins) é bom para manter alguns jogadores por salários dese


Um jogador terá de cumprir de 2 a 10 temporadas antes de virar um agente irrestrito: Para o time essa é muito boa, segura o jogador por pelo menos 2 anos antes que ele vá ao mercado, isso acabaria com os contratos de 1 temporada dando uma garantia ao time. Se o jogador for bom, ótimo, mas se ele for ruim infelizmente fica tirando dinheiro dos Pens por 2 anos ou mais.


Primeiro contrato de um jogador novato é de 5 e não mais de 3 anos: Essa é excelente, favorece os Penguins pois um time que fez um bom draft tem direito a ficar mais tempo com o jogador, montar um time bom com baixo salary cap e disputar a temporada em condições. Para o equilíbrio da liga, seria uma boa proposta.


Diminuição de 57% para 46%, na participação dos lucros entre jogadores: Essa é praticamente uma brincadeira com a NHLPA (Associação dos jogadores da NHL). Diminuir a participação do lucro em mais de 10% é um tiro no pé. Para nos torcedores não teria tanta diferença, mas para os jogadores isso é praticamente uma ofensa.


O contrato máximo entre uma franquia e um jogador será de 5 anos: Para os Penguins isso é ruim, não daria mais para fazer contratos como o que foi feito com Crosby de 12 anos, portanto os planos para fazer o mesmo com Malkin e Fleury vão para "o ralo". Particularmente com os jogadores que temos em nosso elenco os contratos longos são uma boa, firmar contratos de 10 ou mais anos com Malkin e Crosby segura por pelo menos uma década dois bons centres no time.
Para os jogadores há os dois lados da moeda, já que com contratos menores a chance de se pedir um aumento salarial para continuar na equipe é maior.

De qualquer forma, o que foi apresentado é sujeito a divergências. Alguns dos acordos seriam bons para os Penguins e ruim para os jogadores, já outros agradam os jogadores e são piores para a equipe. O que resta é esperar e ver o que vai acontecer até o dia 15 de setembro, torcer para que a direção da NHL e a NHLPA entrem um acordo pois o que todos queremos é que a temporada 2012-2013 comece no dia previsto.
Espero ter esclarecido algumas dúvidas de vocês pinguins, um abraço do P.A e LET'S GO PENS.

Comentários
3 Comentários

3 comentários:

P.A Coimbra disse...

Qualquer dúvida eu posso tirar pelos comentários! Abraços...

Victor Freire disse...

Complicado essas mudanças propostas, acho que vão ser dias de discussão, se não mais, a não ser que um dos lados aceite se dar mal em alguns pontos. As questões de contrato e, principalmente, a da porcentagem dos jogadores vão ser mto difíceis de discutir, os jogadores não vão aceitar nem fudendo essa diminuição de 10%, mas vamos ver o que vai rolar. E lembrando que o jogador que representa os Penguins é o Craig Adams, que é formado em Harvard.

P.A Coimbra disse...

Concordo com você! Mas os jogadores merecem mais, eles que entram para jogar e se expor a lesões e o stress da agenda curta!

Postar um comentário