TRICAMPEÃO DA STANLEY CUP! LET'S GO PENS!

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Pós Jogo - Penguins 5 vs 2 Hurricanes


Três jogos em casa, três vitórias convincentes que valeram cada um dos 6 pontos somados. O Penguins concluiu o que era proposto e iniciou a temporada da melhor maneira possível... A vítima da vez foi o Carolina Hurricanes que assim com o Devils e o Sabres pouco conseguiu assustar os Pens.

Exceto por um segundo período meio apagado, as ações do jogo foram quase que completas do Penguins. Para facilitar ainda mais, Jussi Jokinen estava em um dia excepcional e fez questão de provar aos seus ex-companheiros que foi um erro te-lo negociado na temporada passada. Sem falar em Crosby, Fleury, Malkin e outros demais nomes que também fizeram uma excelente partida.

Se à alguns dias atrás todos estavam preocupados com a ausência de Vokoun, Letang e Neal, hoje está bem claro que estes jogadores não fazem tanta falta. Não por falta de qualidade, e sim porque existem peças de reposição que conseguem substituir à altura.
Pelo menos até o momento, tudo está em perfeita sintonia. Aliás, do que reclamar quando a invencibilidade ainda é um fato na temporada?

1º PERÍODO.
GOLS DO PENGUINS:
Jokinen.
GOLS DO HURRICANES: Nenhum.
SÍNTESE: O primeiro período começou com intensidade baixa, mas logo o cenário foi mudando e o Penguins começou a criar boas chances. Cam Ward se mostrava muito sólido e sua equipe correspondia bem defensivamente, porém tinha problemas ofensivos...
O grande momento dos Pens começou na primeira penalidade do jogo. Com a vantagem numérica muitas chances foram criadas, mas a equipe pecava na finalização... Não tardou para que o PP acabasse infelizmente sem gols.
Mas, as coisas se repetiram minutos depois! O Hurricanes novamente ficou em desvantagem númerica por conta de uma penalidade, mas dessa vez a sorte não foi a mesma. Após uma linda jogada de Crosby, o puck desviou no defensor dos Canes e nos patins de Jokinen até que o finlândes conseguisse empurra-lo para a baliza com seu stick.
Com um PPG e mais confiança no jogo, os Pens começaram a atacar mais e chegaram a fazer mais um gol com Kunitz (que foi mau anulado pela arbitragem devido à acusação de que Dupuis havia chutado o puck). Felizmente a anulação não mudou muito o panorama do fim do primeiro período.
Para terminar os 20 minutos inciais, Glass resolveu tirar as luvas e brigar com Harrison. O jogador dos Pens se deu bem e levou o adversário ao chão após acertar bons golpes de esquerda...

2º PERÍODO.
GOLS DO PENGUINS:
Martin.
GOLS DO HURRICANES: Eric Staal.
SÍNTESE: O segundo período mal começou e os Pens trataram de aumentar a vantagem, desta vez para juíz nenhum por defeito e/ou anular o gol. Paul Martin fez um lindo disparo e colocou o placar em 2 a 0 logo no começo da segunda etapa.
Após o gol os Pens diminuiram o ritmo e nas poucas boas chances paravam em Cam Ward. O Hurricanes por sua vez crescia no jogo e começava a assustar cada vez mais. De pouco em pouco os sustos iam amadurecendo em um gol, que aconteceu rapidamente com assinatura do capitão do time de Raleigh, Eric Staal.
O tempo ia se passando e os Canes continuavam dominando o segundo período. Por sorte os 20 minutos acabaram, e o terceiro período prometia fortes emoções.

3º PERÍODO.
GOLS DO PENGUINS:
Jokinen e Glass.
GOLS DO HURRICANES: Gerbe.
SÍNTESE: Assim como Penguins começou com tudo no segundo período, o Hurricanes repetiu a façanha no terceiro e rapidamente empatou o placar com um gol de Gerbe.
Não demorou muito para que Jokinen desempatasse o jogo e brecasse a reação adversária, o finlandês fez um lindo gol e foi assistido por Olli Maatta, sendo esse o primeiro ponto do novato na NHL.
Em seguida os Pens retomaram o bom hóquei e continuaram testando Cam Ward que estava muito bem na partida. Após uma defesa que poderia ser chamada de milagre por parte do goalie dos Canes, tudo parecia se encaminhar para um jogo de apenas um gol, mas Glass achou uma fresta de espaço suficiente para aumentar a vantagem dos Pens para 4 a 2.
Se de um lado Cam Ward estava muito bem, de outro Fleury também não vivia um mal momento. O goalie dos Pens segurou a tentativa de reação dos Canes por 10 minutos e fez com que ao final da partida os 6 pontos projetos fossem conquistados com sucesso.
Ainda deu tempo para Jokinen marcar seu terceiro gol no jogo e uma chuva de bonés tomar conta do gelo na CEC. Hat trick do ex-jogador dos Canes que provavelmente deixou saudades (e alguns com raiva) em Raleigh.

PLACAR FINAL: Penguins 5 vs 2 Hurricanes.

OBS1: Crosby fez novamente uma excelente partida. Principalmente no primeiro período... O capitão cada vez mais vem mostrando que essa temporada pode ser uma das melhores de sua carreira.
OBS2: Fleury continua vivendo uma boa fase após deixar de lado as críticas que sofreu ao longo dos playoffs e da offseason. Boa partida do goalie dos Pens!
OBS3: Malkin certamente está se dando bem com Jokinen na mesma linha. Com a volta de Neal tudo tende a melhor mais! Resta esperar e torcer para que isto se concretize.
OBS4: Justiça seja feita, Cam Ward falhou em alguns gols, mas fez uma excelente partida. Valorizou muito a vitória dos Pens...
OBS5: Missão dada, missão cumprida! Três jogos em casa e três vitórias!

TROFÉU DO JOGO: Jokinen. O ex-jogador dos Canes mostrou que desfazer-se dele na temporada passada não foi muito bom... Hat-trick e um jogo excepcional! Merece certamente continuar na segunda linha e não tem como tira-lo do posto que ele está atualmente.
FOGUEIRA DO JOGO: Kobasew. Só estou colocando seu nome aqui pois é preciso queimar alguém e ele perdeu um gol teoricamente feito. Fora isso nenhuma outra crítica.

Comentários
2 Comentários

2 comentários:

Marco Corsini F. disse...

Bom pós jogo! Mas queria comentar algumas coisas, acho que faltou dizer que o primeiro gol foi uma obra de arte, a tirada do Jokinen com o patins foi simplesmente um movimento fantástico, além de muito difícil de acertar! E outra, sobre o gol anulado, você realmente achou que foi mal anulado? Sou torcedor fanático, mas acho que para comentar temos que deixar isso de lado, vendo o lance pela câmera de cima da pra ver claramente que o Dupuis chutou o puck, e que claramente não foi com o stick! Acho que nesse ponto o lado torcedor falou mais alto pra você! Mas no geral, boa review! Parabéns!

P.A Coimbra disse...

Marcos Corsini F,

Obrigado pelos elogios e pelas críticas! É muito bom saber que existem leitores como você que admiram o blog e sabem discernir o que acharam correto do que acharam errado...

Sobre suas pontuações que aliás foram muito bem feitas:
1- Realmente o primeiro gol foi lindo, mas não coloquei citei a beleza do gol pois ao meu ver existem lances mais bonitos que este. Na verdade o que na minha opinião tirou um pouco da beleza foi a desviada no defensor antes que o puck chegasse no Jokinen.
2- Assim como você eu revi o lance, certamente pode ser interpretado que o Dupuis chutou o puck, mas como o lance foi muito rápido e mesmo em camêra lenta não dá para se ver muito bem, eu fiquei com a impressão de que ele procura toca-lo com stick (lembrando o gol do Morrow na partida 5 contra o Senators nos playoffs da temporada passada) sendo assim o gol seria validado.

Postar um comentário